quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Eterno retorno



Assim é minha vida: um eterno recomeço.
Um eterno retorno para mim mesma.
A descida não me incomoda, a pequenez sim.
A subida me dá forças e o alto não me impressiona. 

Nunca gostei da linearidade
Prefiro as curvas,
os caminhos,
os medos e não as certezas.
As certezas acomodam.
O medo desperta.

Dia após dia separando o joio do trigo
e olha que eles teimam em querer se misturar.
O sexto sentido as vezes teima em ser enganado por excesso de doçura:
não posso deixar. 

Pensando em jardim.. venho almejando um novo outro: ainda mais livre de interferências.
Acho que vocês vão gostar.
Enquanto não, cuido com muito cuidado e pleonasmos do que temos.



Me sinto abençoada, agradecida e acarinhada pelo universo.
Aquela verdade existencialista de que se quer ter uma vida aprenda a inventá-la me soa verdadeiro desde que você esteja pronto para aceitar todos os riscos, desafios e arrepios.
E assim a nossa vida repleta de emoções vai a cada dia tomando forma.

E sim: o processo é apaixonante.

Tenham todos uma quinta-feira abençoada! Hoje o ateliê abre as portas a partir das 14h!


Nenhum comentário: