quarta-feira, 15 de maio de 2013

A repetição para a psicanálise

(Arte surrealista de Vladimir Kush)

Hoje vamos dialogar sobre um dos assuntos mais fantásticos, na minha opinião, sobre a teoria psicanalítica, pois observamos a sua manifestação facilmente em nosso cotidiano.

Costumamos repetir comportamentos sem que percebamos. A compulsão à repetição é estudada na psicanálise como um processo para reviver interminavelmente determinada neurose.

Quem não conhece uma pessoa que sempre repete relacionamentos ou acontecimentos frustrados?

Nossas experiências mais dolorosas ligadas à nossa infância e nossas primeiras relações, normalmente a mãe e o pai, estão carregadas de energia que precisa ser descarregada de alguma forma.

Acontece que muitas vezes somos incapazes de colocar isto em palavras, então formamos os sintomas que nada mais são do que a forma de expressão ao alcance do sujeito. O que o leva a repetir compulsivamente, muitas vezes sem se aperceber ao fato. Repete, como um jogador compulsivo.

Na clínica psicanalitica o paciente com o auxílio do analista poderá se dar conta desta repetição. Pois através da transferência toda a repetição vem à tona agora voltada à pessoa do analista. E então, a partir daí, o paciente passa a ter uma visão mais clara dos fatores que o motivam para a repetição e pode tomar decisões mais maduras.
 

Possui alguma dúvida ou sugestão que acrescente ao nosso texto de hoje? Comente e aponte temas interessantes que você gostaria de ler em nosso site. Lembrando que toda quarta-feira conversaremos sobre psicanálise e assuntos diversos ligados ao comportamento humano.

Dr. Ivo Rafael Pinheiro (CRP-11/08023)
Psicólogo Clínico - Abordagem: Psicanálise
(85) 9154-2062
Consultório: 
Torre Saúde São Mateus 
End: Av. Santos Dumont, 5753 - Sala 103 
Papicu - Fortaleza - CE
Tel:. (85) 3265-8210



Nenhum comentário: