terça-feira, 12 de junho de 2012

Sobre o dia dos namorados


Quem acorda já esperando alguma surpresa? Que é uma data comemorativa criada pelo comércio todo mundo já sabe. Que a gente cansa de tanta propaganda, promoção.. também. Que todos os restaurantes estarão lotados? Claro. Que todos devem comemorar? É relativo. 

Devem comemorar aqueles que realmente vivem o hoje dia após dia. Devem continuar comemorando aqueles que cantam tanto às segundas quanto aos domingos. Devem meditar aqueles que esqueceram o sentido do ser namorado, ser apaixonado, ser companheiro.

Então por que continuamos cobrando, esperando, querendo? Em vez disso, não deviamos todos apenas parar, calar, sentir? Dar presente? Que tal estar presente? Nada de forçar a barra só porque hoje é o tal do dia 12. Seja natural. Comemore com ele, com ela, com todos. Espalhe amor.

Escolha ser e oferecer algo incrível: você mesmo. Pensando assim, a gente deseja que o dia de hoje seja cheio de recomeços e manifestações espontâneas de afeto e carinho.

Para fechar a gestalt, oferecemos um poema daquele que é mestre no quesito amor. Assim como uma música do grupo que encanta os nossos corações. Feliz dia dos namorados! ;*

"Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não"
(Vinícius de Moraes)

Nenhum comentário: