segunda-feira, 25 de junho de 2012

Mudar a rota..

Vivemos entre caminhos e devaneios. E por mais que a gente ache que sim, nenhum deles está inteiramente em nosso controle. Assim como representamos inúmeros papéis ao longo das fases, idades, dias, momentos.. mas esses sim a gente pode (e deve) controlar, revisar, observar.

Tão importante quanto sonhar, é se dar a chance de mudar a rota, fugir da rotina, virar pelo avesso: "dar o braço a torcer". E pode ser que a gente faça de tudo e mesmo assim o resultado não seja o esperado. Quem vai desistir? Quem vai continuar lutando? É esperar para ver.



Nenhum comentário: