quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

especial alta costura paris: spring 2012

Entre transparências, brilhos, assimetrias e tecidos especiais, fica o registro de um design mais simples, focado nas formas e detalhes. Falando em formas, não esqueçam da cintura marcada no bom estilo lady like comportada, porém o mood como um todo deve passar exatamente o contrário: o retrato de uma mulher poderosa, segura, determinada e nada frágil. As cores do nosso país (amarelo, azul e verde) continuam com tudo e apresentam-se em diferentes tonalidades desde os pastéis até os mais cítricos. Que pegadinha hein?! Quantas vezes você não já mudou de roupa por achar que estava justamente parecendo com a bandeira do Brasil? Confesso que ADORO essas brincadeiras que as tendências de moda nos pregam. Assim como nas temporadas de moda por aqui: "no surprises at all".



Resumão: Jean Paul é Jean Paul Gaultier e a inspiração de Amy agradou, principalmente nas composições que fugiam do óbvio e investiam na riqueza de texturas. Elie Saab continua fazendo a linha minimalista e elegante. Vale ressaltar que o estilista vem se destacando como o queridinho da alta costura há um bom tempo. 

Adoramos Armani Privé e a sua "mulher cobra" super deslumbrante. Dior veio como Dior, glamour muito glamour, mas sem tantas surpresas MESMO. Karl Lagerfeld apostou literalmente no azul: clarinho, marinho, azulão e por aí vai. O desfile Chanel foi um "mar" de vestidinhos charmosos, funcionais e até bem casuais. O retorno da Versace foi o ponto alto e a afirmação de que a alta costura precisa sim de uma boa pitada de ousadia misturada com modernidade. Isso sem esquecer aquele velho ditado: o que diferencia o remédio do veneno é justamente a dose!


Confiram os preferidos:







Nenhum comentário: