quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Chanel: Paris-Bombay


Marcada por detalhes: trilha, cenário, comidas, jogos de iluminação, acessórios. Contas, pérolas, brilhos, olhos. Ainda com inspiração na Índia, a intenção realmente não estava na novidade, pois o espiríto Chanel não reside em inovações contínuas. Ainda assim, observamos camisarias com direito a gravatas e ombreiras discretas permeadas por brilhos. Brilho, muito brilho em forma de sedas. Ainda assim, observamos estampas como listras e saias levemente drapeadas com volume no quadril. Brincadeira de formas; bonequinhas de luxo dividiam o espaço com mulheres fluidas, modernas e descomplicadas. Uma beleza impecável. O luxo sim, esse estava e sempre estará lá cuidando para que o todo sempre vença no final.
 








Nenhum comentário: