quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Eu por ela

Oi gente,

aqui não é a Renata e sim a Raquel (irmã dela).

Fiquei com a difícil missão de cuidar do blog enquanto ela estivesse na lua de mel.
O casamento foi lindo e cheio de poucos e bons (como ela sempre diz).
Eu fui testemunha dessa união.

Eu sabia o que queria falar, mas também sabia que na hora esqueceria tudo.
E então escrevi algo para o casal. Falei um pouco engasgado, mas acho que deu pra entender.



Hoje foi o dia que eles escolheram para confirmar.
Confirmar o amor.
Dele e dela.

Ela chegou para agitar um pouco a vida dele.
Ele chegou para acalmar a vida dela.
Ela que tanto tem para completar.
Ele que tanto tem para orientar.

Até o sorriso largo dela
Combina com o sorriso tímido dele.

O que eu diria no dia de hoje?
Diria que eu vejo um casal se firmando para a mais bela união.
Diria que vejo a pureza e a força que unem esse casal.

O que eu desejaria no dia de hoje?
Desejaria que toda a felicidade estivesse aqui.
Desejo que eles continuem sendo o braço direito um do outro.

Unem-se hoje.
O psicólogo que joga xadrez.
A estilista que escreve Beatles.
Assim eles continuam a jornada.
A jornada do acolher.
Para se fazer.
O companheirismo que é só deles.

Felicidades hoje e sempre.


Nenhum comentário: