quinta-feira, 9 de junho de 2011

Música do dia




o que quer Zaratustra: esse gênero de homem que ele concebe, concebe a realidade como ela é: ele é forte o bastante para isso - ele não é a ela estranho, dela estranhado, ele é ela mesma, ele tem ainda em si tudo o que dela é terrível e questionável, somente então pode o homem possuir grandeza...

(...)

Como?! Estaria a humanidade mesma em décadence? Sempre esteve? - Certo é que lhe ensinaram sempre os valores da décadence como os valores supremos. A moral da renúncia de si é a moral de declínio par excellence, o fato "eu pereço" traduzido no imperativo: "todos devem perecer" - e não só no imperativo!

Essa única moral que até aqui foi ensinada, a moral da renúncia de si, trai uma vontade de fim, nega em seus fundamentos a vida.


fonte: Nietzsche, Friedrich. ECCE HOMO. Como alguém se torna o que é.

Nenhum comentário: