quinta-feira, 21 de outubro de 2010

MODA E MÚSICA: UMA RELAÇÃO DE CUMPLICIDADE - Parte II







A relação entre a música e os sentidos se aprimorou ainda mais com a criação
dos primeiros videoclipes já na década de 1950, com as cenas de Gene Kelly em
Cantando na Chuva de 1952, Elvis Presley em Jailhouse Rock de 1957 e principalmente
a partir de 1960, quando a banda The Beatles popularizou de uma vez por todas a estética dos videoclipes.









Aliando som, letra e imagem, os videoclipes se tornaram cada vez mais difusores de moda a partir da década de 1980, quando estrelas do pop como Madonna e Michael Jackson exibiam seus figurinos bem elaborados através de uma música forte e envolvente.




Os movimentos que criam estilos musicais geralmente são ditados e difundidos
pela juventude. E é aí que a música se une à moda, mesclando símbolos e criando
códigos de identificação.


A escolha de determinada moda ou música funciona como veículo de comunicação do eu, ambas possuem caracterizações específicas que definem o indivíduo de acordo com seus gostos, aquisições e preferências. Assim, moda e música possuem uma linguagem própria, são dois ricos meios de expressão da atualidade, e estão em constante mutação ao longo de suas evoluções enquanto manifestações históricas. Agem criando desejos, aspirações e ídolos a serem cultuados e alcançados.




Moda e música são fenômenos culturais que se influenciam e se fundem: ambos
dotados de uma imensa carga histórica e emocional. É fato que os movimentos de
juventude representam de acordo com suas diferenças, os fatos sociais, as manifestações culturais de uma época e quase sempre estão ligados a determinada moda ou música.


Analisando os principais movimentos comportamentais do séc. XX, se pode
constatar a intensa união entre moda e música. Aliança essa que auxilia na formação dos conceitos e definições e no reforço da identidade de tais movimentos perante os seus seguidores.



De acordo com Vincent-Ricard (1989): “os nomes dos movimentos de
juventude vinculam-se estreitamente à linguagem da moda, e desse modo traduzem e
reconhecem os fatos sociais. (p.153)”



O séc. XX é o ponto de partida deste artigo já que foi a partir dele que novos
ideais sociais foram adotados e onde a união entre a música e a moda foi constatada de fato. Novas mídias e tecnologias de gravação foram desenvolvidas, o rádio foi
popularizado, a música tornou-se portátil (de fácil alcance a todos) e a moda se
transformou em um meio poderoso de expressão e criação de valores da sociedade, que
passou a se desenvolver em prol dos valores do consumo e da juventude.




----------------

Continua...

Nenhum comentário: