terça-feira, 20 de julho de 2010

Haute-Couture #2: Jean Paul Gaultier



Só eu acho que os estilistas demoram mais para envelhecer? Mais uma prova de que praticar o exercício artístico diariamente faz muito bem pro corpo e pra mente.. porque afinal, dá no mesmo! Sir Jean Paul Gaultier é uma prova viva, aliás, vivissima desse fato.

O trabalho é grande, mas a recompensa no final de ver algo nascer das suas próprias mãos e miolos mentais não tem preço!

Assim seja! Vamos dar uma olhada nas suas musas atemporais:



Os desfiles de JPG sempre são especialmente dramáticos e caprichados. Dessa vez não podia ser diferente: com adereços "a la" Schiaparelli e com os seus cigarrilhos clássicos, mostrou que a Alta Costura também é vítima do drama contemporâneo: o medo de envelhecer.

Assim sendo, nos mostra um desfile com todas as cores sóbrias da estação juntas pelo olhar de tecidos sofisticados e cheios de brilhos sintéticos e sutis. Tudo bem moderno: nada de tecidos arrastando ou exageros sem propósitos definidos pelas leis da Gestalt.






Observo que a ênfase do momento é no caimento. Com tanta saturação, não é de se admirar que nos apeguemos aos mínimos e maravilhosos detalhes de outrora.

Os volumes como sempre moldam o corpo em uma silhueta contrastante, característica forte do estilista que ama brincar com os opostos.

E pelo visto, a moda continuará encarnando a heroína e deixando os nossos ombros assim bem marcados e vistosos.





Nenhum comentário: