sábado, 17 de julho de 2010

Haute-Couture #1: a Old Hollywood de Armani Privé




Do desfile de Armani Privé podemos tirar as cores sóbrias que carregam muito charme e austeridade. Além disso vale prestar atenção nos detalhes mais sutis como os decotes e o tamanho do comprimento que soam um militarismo mais clássico, concentrado e menos street chegando.







A mulher que veste Armani precisa estar em forma e com as curvas em dia. As peças sequinhas e sempre bem cortadas sempre ressaltam a silhueta de uma forma elegante.






Os terninhos risca de giz podem muito bem servir para a vida real. É só adicionar camisa básica branca + um jeans e sair para o dia.



Os vestidos possuem detalhes recortados que direcionam o olhar para a cintura e para os apetrechos artesanais de madeira.







As bolsas estilo carteira e carteiro são todas uma charme e necessárias para um guarda-roupa versátil, esta de dia e aquela de noite.

E por último, mas não menos importante: o luxo categórico dos vestidos de festa. São minimalista na essência e deslumbrantes na estrutura e no efeito visual.











Perfetto Assetto!



buon lavoro giorgio

Um comentário:

Renata Astride disse...

Maravilhosos! Como eu adoro cores mais sóbrias... mas os cortes dão todo o diferencial às peças que além de transmitir refinamento transmitem personalidade!
Adorei, adorei! (: