segunda-feira, 7 de junho de 2010

Inspiração 60´s



Definidas muitas vezes como verdadeiras experiênciais sociais, as butiques dos anos 1960 representaram um verdadeiro furor para a geração do baby boom, jovens com dinheiro para gastar e um apetite imenso por música, moda e revoluções.

As butiques dessa época, a maioria em estilo op art e pop art (correntes da arte moderna que utilizava ilusões ópticas e ícones populares como inspiração, respectivamente), começam a explorar ainda mais os sentidos de seus clientes, tornando o ambiente das lojas altamente estilizado através de objetos, sons e imagem de acordo com o público alvo a que se destinavam. Em geral, todas refletiam a temática instável e mutável dos anos 1960.



Parecendo verdadeiras discotecas, aliavam som e imagem, tocando música pop e spots, e exibindo uma vasta quantidade de opções de compra. Podemos destacar como exemplo todas as butiques da lendária e tão importante para a moda: rua Carnaby Street em Londres, com destaque para a grife Biba da estilista inglesa Mary Quant.



Geração criativa e movimentada que não perdia uma oportunidade política para romper padrões e gritar alto, através de letras ríspidas ou não, por paz, amor e diversão. Entendam que as grandes Guerras tinham ficado para trás e tudo agora parecia passível de ser modificado ou pelo menos reinventar.




Entendam que esses jovens representam "adolescentes sociais" sem passado, livres e cheios de energia para criar movimentos repletos de conteúdo, transformados em verdadeiras ideologias representativas de um inconsciente coletivo em embulição.

Mary Quant, estilista londrina responsável pela criação da minissaia, é um símbolo dessa juventude frenética e inovadora. A sua também butique Bazaar, na King´s Road, era o símbolo de vanguarda dos anos 1960 e também 1970, com mais de 150 filiais na Inglaterra, 320 nos Estados Unidos e pontos de venda espalhados pelo mundo todo.



Em 1967, Elio Fiorucci lança a sua primeira butique em Milão. Em sua loja, tocava músicas de Bob Dylan e dos Beatles, em uma atmosfera psicodélica e altamente atraente para a juventude, que tanto ansiava por novidade e movimento.



Moda e Música se tornam armas poderosas de divulgação e demonstração do novo modo de viver: livre e diverso.

Nenhum comentário: