quarta-feira, 21 de maio de 2008

ser jovem..


é.. não sabia que ser um jovem adulto era tão difícil assim.. tomar escolhas que mudam a sua vida inteira, decisões que exigem renúncias, sapos que vc tem que engulir e outros mais absurdos.. a questão é que ao contrário da maioria, eu priorizo a independência da consciência, do livre arbítrio, do poder de escolha da própria vida.. a maioria? a maioria só liga pro dinheiro e o resto que se dane.. é tenho dinheiro, tenho tudo.. até pode ser.. quero sim ter muito dinheiro, mas isso vai ser consequência.. e o melhor ainda, consegui a independência de meus próprios pensamentos antes da conta bancária.. talvez isso me ajude a lidar melhor com o meu dinheiro, talvez não.. a verdade é que essa fase é marcada por várias dúvidas e incertezas.. acho que até mais do que a adolescência.. pq lá estamos seguros, temos a mamãe sempre presente e tendo que ser paciente, ou não.. já agora.. é vc por vc mesmo.. e ai se desviar do curso "normal".. pois eu digo: quero ser anormal! quero ser diferente.. a exceção.. quero ser respeitada pelo meu caráter, pelas minhas virtudes, pelo bem que faço.. não por ter um empreguinho merreca qualquer.. não que eu não esteja precisando desse empreguinho qualquer.. estou e estou muito.. e estou com medo também.. medo de ser até mais difícil do que está sendo. Tenho medo sim, mas tenho garra, tenho vontade e não vou fugir da raia nunca.. o mais importante já tenho e tenho o melhor, o mais perfeito, o mais tranquilo e verdadeiro amor.. tenho um companheiro de vida que me respeita, me entenda e que quer o meu bem acima de tudo.. tenho saúde, que até anda meio cambaleante ultimamente, mas nada demais.. estou na faculdade que quero e que é prova viva da minha determinação.. sei e adoro estudar.. tenho uma família muito bonita e que me orgulha bastante.. é acho que sou rica, rica mesmo.. além dos outros, tenho A MIM.. tenho os meus pensamentos, meus sentimentos, meus feelings e instintos que mão costumam falhar.. A verdade é que sinto além do normal, escuto vozes interiores que ditam as minhas emoções.. nem todas são boas, nem todas são ruins.. apenas são! E o melhor mesmo é ter o conhecimento de que a única coisa que importa nesse mundo é o que eu estou sentindo agora, NOW! A única coisa que faz sentido é viver de acordo com o que sentimos lá dentro, com aquele algo de inevitável.. Sou crítica, me tornei dura, sou mordaz, mas não quero nunca perder a ternura.. Tenho esperanças, tenho esperanças na vida, no ser humano, na natureza.. tenho esperança em mim.. mas, além disso tenho força, sou teimosa, sou impulsiva, mas não desisto fácil.. e dos meus, dos nossos sonhos meu amor.. eu não desisto NUNCA.. é isso aí.. vou até o fim e pronto.. custe o que custar!

Nenhum comentário: